Empresa Produtos Assistência Técnica Seu Negócio Tecnologia Fale Conosco
                   
                      OK


VENDAS (18) 3652-1260
Rua Itápolis, 140
CEP 16300-000
Penápolis - SP
Sementes JC MASCHIETTO

Artigo publicado na Revista JC Maschietto ano 03, no 03, set/2005

Cobertura de novilhas aos 14 meses de idade
Marco Antonio Alvares Balsalobre

Doutor em Ciência Animal e Pastagens.
Diretor de Produto da Bellman Nutrição Animal (www.bellman.com.br)

O uso da suplementação concentrada é uma alternativa para o aumento de rentabilidade em sistemas de produção de carne. Os sais proteinados de baixo consumo (em torno de 1 g/kg de peso - Lambisk S) apresentam respostas que, em um primeiro momento parecem ser pequenas (próximas a 100 a 200 g/cabeça/dia a mais de ganho de peso durante a seca), porém podem ter um impacto significativo sobre a taxa de desfrute. Um animal que permaneça na fazendo por dois períodos de entressafra (seca) será suplementado durante 310 dias e, portanto, apresentará, para o mesmo período ganho de 1 a 2 @ a mais que outro que não recebera suplementação.

Atualmente, além dos sais protéicos de baixo consumo, existem também os de alto consumo (em torno de 3 a 4 g/kg de peso = BellPeso S). Estes suplementos promovem maiores ganhos de peso durante a seca, aproximadamente 250 a 500 g/cabeça/dia.

Em um sistema de cria o uso de sais proteinados pode ser interessante no adiantamento da prenhez de novilhas. A antecipação da prenhez em 6 ou 12 meses pode ser conseguida com o fornecimento de sal proteinado para as fêmeas desmamadas durante o período de seca. Obviamente essa antecipação na prenhez deve estar associada à genética do rebanho. A antecipação da vida reprodutiva das bezerras permite o aumento proporcional de animais produtivos (matrizes), pois a categoria de novilhas de 2 anos passa a não existir. Desse modo, para uma mesma área, passa-se a ter maior densidade de matrizes, ou seja de partos/ano.

Em um rebanho onde se vendem bezerras, novilhas aos dois anos e vacas de descarte, e que apresenta 82% de fertilidade e 35% de desfrute, com um programa de prenhez antecipada de novilhas, a taxa de desfrute passará para 40% (aumento de 5 pontos percentuais). Com o aumento de desfrute ocorrerá o aumento de rentabilidade, que será da ordem de R$15,00/ha a mais, para um aumento de arrobas produzidas de 0,62 @/ha.

Os índices zootécnicos acima, aplicados para uma propriedade com 1000 ha, sendo 800 ha de pastagens e 200 ha de reserva e lotação de 1,50 UA/ha (170 ha adubados no verão e 330 ha diferidos para o inverno), indicam que ocorrerá aumento de 62 matrizes no rebanho, passando o efetivo de vacas de 825 para 887, quando a idade de prenhes das novilhas for de 24 e 14 respectivamente (Figura 1).

No primeiro caso, prenhez de novilhas aos 24 meses, a venda anual de animais seria de 657 cabeças comparada a uma venda de 725 para o sistema de prenhez aos 14 meses. A produção de arrobas seria de 8,69/ha e de 8,07/ha, respectivamente para o sistema de prenhez aos 14 e aos 24 meses.

Apesar do maior custo com alimentação com as novilhas para o sistema de prenhez aos 14 meses (Tabela 1), a análise da Figura 2 indica aumento de rentabilidade para esse sistema.

Figura 1: Total de animais, de matrizes, venda anual de animais e desfrute de dois sistemas: cobertura de novilhas aos 14 e 24 meses. Considerando uma propriedade com 1000 ha (800 ha de pastagens) e lotação de 1,50 UA/ha.
Figura 2: Rentabilidade e produtividade (@/ha) de dois sistemas: cobertura de novilhas aos 14 e aos 24 meses, para uma propriedade de 1000 ha (800 ha de pastagens) e lotação de 1,50 UA/ha.

Tabela 1- Indicação de produto e custo de produção para cobertura de novilhas aos 14 meses.

Considerando período de 150 dias, entre junho e outubro.
* Produto Bellman, proteinado de alto consumo (3 a 4 g/kg de peso).

Comentários: O sistema de cobertura de novilhas aos 14 meses é eficiente no sentido de aumento de produtividade e também, como forma de aumento de rentabilidade em fazendas que exploram a pecuária de corte. Entretanto, deve se ter melhoramento genético direcionado ao aumento da precocidade dos animais. As fazendas que fazem opção por esse sistema alcançam êxito quando trabalham com raças taurinas britânicas (Red Angus, Aberdeen Angus, Devon e Hereford).



Lançamentos






Parceira




by hmc