Empresa Produtos Assistência Técnica Seu Negócio Tecnologia Fale Conosco
                   
                      OK


VENDAS (18) 3652-1260
Rua Itápolis, 140
CEP 16300-000
Penápolis - SP
Brachiaria brizantha BRS Piatã

Dra. Cacilda Borges do Valle (*)

Esta nova B. brizantha foi protegida e liberada em 2007 pela Embrapa em parceria com a UNIPASTO, com o objetivo de oferecer uma opção para diversificar pastagens com uma forrageira de bom valor nutritivo. Esta cultivar é derivada de um ecotipo coletado na região de Welega, na Etiópia, pelo Centro Internacional de Agricultura Tropical - CIAT, e selecionado a partir de avaliações na Embrapa Gado de Corte.

É uma planta de altura média entre 0,85 a 1,10 m, com folhas ásperas na face superior e bordos cortantes, e com poucos pêlos claros. Apresenta colmos finos e inflorescências com até 12 rácemos, portanto nitidamente distintas das outras cultivares de B. brizantha (Figura 1). As espiguetas não têm pêlos e são arroxeadas no ápice.

O capim-piatã é indicado para as regiões de clima tropical, com mais de 800 mm de chuvas por ano, podendo ter estação seca de 4 a 5 meses. A cultivar Piatã é indicada para solos de média fertilidade, e foi classificada como intermediária quanto à tolerância relativa ao alagamento do solo comparativamente à cv. Marandu, que mostrou-se muito sensível. O capim-piatã possui elevada produção de forragem e, em parcelas sob corte, produziu em média 9,5 t/ha de matéria seca com 57% de folhas, sendo 30% dessa produção obtida no período seco. O florescimento é precoce e abundante em dias longos de verão (fevereiro), por isso é suscetível ao “carvão das sementes” por conta da alta umidade relativa, calor e nebulosidade no pico de florescimento.

Nos três anos de avaliação sob pastejo o capim-piatã destacou-se pela elevada taxa de crescimento de forragem e disponibilidade de folhas, como mostra a Figura 2. O teor de proteína bruta nas folhas foi de 11,3% e a digestibilidade in vitro da matéria orgânica 58,0%. Mostrou rebrota mais rápida quando comparada com a cv. Marandu. Os ganhos de peso diários foram semelhantes entre as cultivares Marandu, Piatã, e superiores ao Xaraés. A cv. Piatã produziu, durante três anos, 45 kg/ha/ano de peso vivo a mais do que a cv. Marandu e menos que o capim Xaraés por área.

O capim-piatã mostrou resistência às cigarrinhas-das-pastagens (Notozulia entreriana e Deois flavopicta) por apresentar baixos níveis de sobrevivência de ninfas e período ninfal longo em condições controladas, além de baixos níveis de infestação e danos moderados a campo. Não foram constatados, até o presente, danos causados pela “mela-das-sementes”, porém constatou-se ataque severo de Ustilago operta (carvão) em sementes.

Em climas com estação chuvosa no verão, o plantio deverá ser realizado de meados de outubro até fevereiro, sendo a época ideal o período de 15 de novembro a 15 de janeiro. O preparo do solo é o mesmo utilizado para a formação de outras pastagens, com recomendação de plantio de 2,5 kg/ha de sementes puras viáveis, sendo que a semeadura poder ser a lanço ou em linha, com profundidade de 2 a 5 cm e incorporação por grade leve.

A cv. BRS Piatã é, portanto, uma opção para a diversificação das pastagens, apresentando como vantagens sobre a cvs. Marandu e Xaraés:

. Produção de forragem de melhor qualidade;
. Maior acúmulo de folhas;
. Melhor tolerância a solos com má drenagem que a cv. Marandu;
. Maior resistência a cigarrinha-das-pastagens do que a cv. Xaraés;

Participaram das avaliações da BRS Piatã a Embrapa Gado de Corte, Embrapa Cerrados, Embrapa Amazônia Oriental, Embrapa Transferência de Tecnologia, Embrapa Gado de Leite, o Instituto de Zootecnia – IZ, a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira – CEPLAC, e a Universidade Estadual de Maringá.

(*) Pesquisadora da Embrapa Gado de Corte – Campo Grande, MS (cacilda@cnpgc.embrapa.br).


Figura 1 - B. brizantha BRS Piatã em pleno florescimento


Figura 2. Acúmulo de Matéria seca verde (folhas mais colmos) comparativa dos três capins sob pastejo, em Campo Grande, MS. (média de três anos).



Lançamentos






Parceira




by hmc